Parceria entre Sebrae e Senar fortalece a cadeia produtiva do leite

O projeto Evolui Leite atende cerca de 75 produtores e 2 laticínios

O Sebrae no Acre sempre foi um grande parceiro dos pequenos produtores do segmento do leite por meio de assistências técnicas e acompanhamentos, auxiliando desde a produção até a comercialização do produto.

Esse apoio acontece por meio do projeto Evolui Leite lançado na Expoacre 2018, tendo como objetivo tornar essa cadeia produtiva autossuficiente. Além disso, estão envolvidos também o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), a Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Acre (Fapeac).

Atualmente, o Sebrae executa ações no projeto ligados à gestão, produção e finanças, assim como a elaboração de diagnósticos do setor para a identificação do público atendido e suas necessidades. O projeto Evolui Leite atende 75 produtores e 2 laticínios. 

A analista técnica do Sebrae no Acre, Rina Suarez, destaca a importância da promoção do produto: “Vamos realizar o marketing estratégico por meio de articulações, cooperação, divulgação e aproximação comercial, além de participações em eventos”. Um estudo de mercado também será feito pela instituição com a finalidade de identificar os canais de distribuição para o fortalecimento das oportunidades de mercado.

 O diretor-superintendente do Senar, Mauro Marcello, comenta que a parceria com o Sebrae permitirá encontrar os maiores desafios das pessoas que trabalham nessa cadeia produtiva. “Nós mostramos a metodologia desenvolvida pelo Senar Nacional para o Sebrae no Acre e a organização viu que existe um potencial. Queremos que esses produtores sejam exemplos para outros”, afirma.

A ideia é que os produtores recebam assistência técnica pelos próximos 2 anos, pelo menos uma vez ao mês em suas propriedades. Dessa forma, procura-se aumentar a renda e a produtividade tanto para os pequenos produtores quanto para os laticínios.