Prefeitura de Mâncio Lima Sebrae no Acre propõem modelo de negócio para cadeia produtiva do café

Iniciativa irá gerar protagonismo para a região

A plantação é o modo de gerar produtividade, economia e protagonismo para determinados locais. O município de Mâncio Lima, apoiado pelo Sebrae no Acre e parceiros, caminha para tornar a cadeia produtiva do café, um dos destaques da região. O convite para colaborar com a produção de café surgiu há cinco anos, devido à parceria com a Embrapa, na atuação na melhoria de gestão em uma agroindústria.

Hoje, a região tem mais de 8 mil mudas de café e em 2020 já terão a primeira colheita. Para potencializar a iniciativa o Sebrae no Acre atua na melhora do processo produtivo, gestão e sustentabilidade. A partir disso, será implantada uma cooperativa que beneficia 40 famílias. Esse modelo de negócio é importante por que: as aquisições dos insumos vão ser mais viáveis, a compra coletiva garante descontos, o processo de capacitação dos produtores é mais fácil e o grande diferencial é a garantia de mercado regional e  nacional do produto.

Sabendo do potencial é preciso estruturar o negócio de modo assertivo. O diretor administrativo e financeiro do Sebrae no Acre, Francinei Santos, afirma que a parceria gera beneficio para a região e para as instituições que podem trabalhar conjuntamente alcançando bons resultados. “A parceria do Sebrae no Acre, Embrapa, Senar, Ufac e Prefeitura de Mâncio Lima, garante que esse mercado cresça corretamente, e estamos presente na gestão comercial, nos processos produtivos, no modelo de negócio e no estudo de mercado”.

O Prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima, conta que o propósito é fazer do café um dos principais produtos da região. “A ênfase é o fortalecimento do setor produtivo por meio da produção e nós apostamos no café como principal produto para a região por ser um produto de valor reconhecido e de grande potencial de mercado e nós acreditamos que com esse trabalho iremos trazer melhorias para a população de Mâncio Lima e Juruá”.

Potencial Produtivo

Com a atuação do Sebrae a partir de 2020 será gerado mais de 30 hectares de café, produzindo mais de 15 toneladas do produto.

Além do trabalho do Sebrae no Acre, a Embrapa atua na transferência de tecnologia para o desenvolvimento do grão, sem a presença de pragas, doenças e manejo em cooperação com a Ufac. Já a Prefeitura de Mâncio Lima entra com a parte de infraestrutura de ramais e logística de transporte.  O governo do estado também é um parceiro, com a produção feita, ele irá adquirir o produto para beneficiar a merenda escolar, por exemplo.